Transformação Digital: tendências que você precisa ficar de olho

0
96

Ufah! Chegou 2018. Embora alguns ainda estejam de férias ou em recesso, para muitos esse clima de festas e descanso já passou (ou está longe de começar). A verdade é que os últimos anos tem sido de grandes desafios para o empreendedor brasileiro. Então, quanto mais atenção aos movimentos do mercado, mais preparado para a luta ele vai estar. Por isso, preparamos para você – de férias ou no trabalho – uma lista importante sobre Transformação Digital: tendências de mercado e movimentos que você precisa ficar de olho.

Transformação Digital: arma secreta

Transformação Digital, a arma secreta das grandes empresas

Antes de mais nada, é importante destacar como a tecnologia tem feito total diferença para empresas de qualquer porte e de qualquer lugar do mundo. O portal Administradores.com tem divulgado pesquisas que sugerem “um aumento na receita de empresas que adotaram redes sociais, computação em nuvem e ferramentas móveis”. Na verdade, tudo isso é retrato da força que a transformação digital tem e do quanto plataformas realmente completas e totalmente online ajudam na batalha por melhores resultados.

O mesmo portal já listou os diferentes níveis de envolvimento digital das pequenas e médias empresas:

  • Desconectadas, sem conectividade com a internet ou com dispositivos;
  • Básico, com acesso pontual à web e nas mídias sociais;
  • Intermediário, com plataformas e-commerces, intranet e extranet ou outros canais digitais para se conectar com leads e clientes;
  • Avançado, ou seja, empresas que já migraram a gestão de recursos e processos para plataformas em nuvem, dispositivos móveis etc.

Segundo previsões do Administradores, empresas “offline” podem experimentar uma queda das receitas, enquanto os negócios de nível básico e intermediário talvez nem devam esperar crescimento.

É uma nova realidade, amigos. Não faz mais sentido ignorar a transformação digital e os seus benefícios a curto e longo prazo. Negócios “offline” perdem dinheiro e relevância no mercado. E, consequentemente, vão perder a guerra. Nós mesmos já mostramos como, num futuro próximo, toda empresa vai ser uma empresa de tecnologia (aproveita pra se inscrever no canal).

Dado o recado, podemos falar das tendências de mercado para os próximos anos e de como a transformação digital, arma secreta, está envolvida com todas elas.

1. Trabalho a distância

Muita gente no Brasil ainda torce o nariz para o tão falado home office, mas a verdade é que o trabalho remoto já é realidade e a tendência é que se torne praxe.

Pense comigo: em uma empresa em que a maioria dos colaboradores efetua seus trabalhos de frente a um computador, faz sentido se limitar a ter que manter todos dentro de um mesmo ambiente? Isso não limita o potencial da sua empresa? Quantos talentos fisicamente distantes você pode estar perdendo? E quanto tempo eles perderiam ou produtividade eles deixariam de alcançar, tendo que se deslocar no caos das grandes cidades?

Com a facilidade da internet e com a ascensão das plataformas em nuvem e dos dispositivos móveis, fica fácil planejar esquemas de trabalho a distância para poupar esforço, tempo e dinheiro nas empresas. De quebra, você aumenta as possibilidades de colaboração da equipe.

Mas fique atento: é importante contratar pessoas qualificadas, auto-gerenciáveis e que entendam bem a cultura da sua empresa. Também é essencial ter uma plataforma digital que te auxilie com a gestão de pessoas, atividades, documentos e metas.

2. Compras online de produtos e serviços

Vamos combinar: daqui para frente, a gente só vai pensar em crescimento em escala, ok? Então me diga como escalonar o crescimento de uma empresa sem ser digital?

Atualmente, no Brasil, quanto mais se cresce, mais se gasta. Soluções digitais que te auxiliam a fechar negócio com seu cliente tendem a dar muito mais retorno que velhas alternativas. Isso porque, tal qual uma equipe remota, “clientes remotos” não exigem tantos gastos com estrutura física. Desse jeito você também não se limita a atuar em apenas um território.

E-commerces, cursos online, aplicativos de consulta, etc. São várias as opções de investimento. O importante é pensar na praticidade do seu cliente, mantendo canais digitais sempre disponíveis e ferramentas de gestão facilmente integráveis que disponibilizem indicadores para análise e planejamento.

3. Automação e inteligência artificial

Você já reparou na quantidade de assistentes virtuais que surgiram nos últimos anos? Siri, Google Now e Alexa são alguns dos assistentes mais famosos. Todos eles funcionam, basicamente, por meio de automação. A ideia é que em pouco tempo essas tecnologias aprendam com sua rotina e fiquem cada vez mais inteligentes, porém, ainda é de suma importância um fluxo automatizado que preveja possibilidades e garanta que eles executem atividades de forma independente. Legal, né?

E se eu te dissesse que aplicar esse workflow inteligente e automático na sua empresa já é possível? Quem se interessa por transformação digital deve dedicar um tempo estudando ferramentas que tornem o trabalho na empresa mais fluido. As atividades recorrentes podem ser definidas previamente e passar de setor para setor, pessoa para pessoa, sem depender necessariamente de um gestor. É a tecnologia trabalhando por você.

LEIA TAMBÉM: Checklist: As 7 características essenciais que uma boa ferramenta de automação de processos precisa ter

Conclusão

Transformação digital passa por transformação de mentes. O padrão adotado nos últimos duzentos anos pode não ser o adequado para os próximos duzentos, e você precisa ficar de olho, afinal, uma revolução já está acontecendo.

Comente que aqui embaixo como você imagina o mercado nos próximos anos. Você tem aplicado alguma dessas tendências?

Feliz 2018 e… avante!