[Pesquisa] Como as empresas estão reagindo ao Novo Coronavírus no Mundo

0
90

Os impactos do novo coronavírus foram sentidos para além dos centros de saúde, já que o cenário econômico, também, tem sido pauta na discussão sobre a pandemia do Covid-19. Ao lado da atenção para o faturamento, as empresas tiveram que passar por mudanças da noite para o dia, com consequências para a cultura organizacional e mudanças na mentalidade que separava o online do offline. 

Parte destas adaptações passou pela implementação de uma plataforma de colaboração para o trabalho remoto, contribuindo com o gerenciamento de tarefas e a comunicação entre os colaboradores. Os especialistas já reconhecem que os efeitos das mudanças vão impactar no modo como as empresas se adequam à transformação digital e que só quem souber adaptar o negócio vai sobreviver à crise. 

Para entender, na prática, como as organizações estão reagindo a este cenário, o Bitrix 24 realizou uma pesquisa, no final de março, com seus usuários em todo o mundo. O objetivo foi entender qual a dinâmica de adaptação ao trabalho remoto, como o coronavírus impactou a vida dos colaboradores, entre outros fatores. 

Continue a leitura e confira os resultados da pesquisa!

Pandemia favorece o aumento do trabalho remoto no mundo 

A pesquisa realizada mundialmente pelo Bitrix24, avaliou como as empresas estão se adaptando à pandemia do coronavírus. O questionário foi respondido por usuários novos e existentes, que apresentam suas opiniões sobre o cenário atual e perspectivas para o futuro das empresas. Esta pesquisa está associada aos esforços do movimento #StaySafe, promovida pela plataforma. 

No início de março, o Bitrix24 liberou o limite de usuários para todas as contas, iniciativa que segue enquanto for recomendada a restrição social como medida de contingenciamento ao Covid-19. E os feedbacks dos usuários mostram como o movimento tem ajudado a lidar com o contexto apresentado pela doença. Na Itália, por exemplo, 83% dos entrevistados relataram que as suas vidas foram afetadas pelo coronavírus, enquanto a média mundial é de 41%. 

O número de usuários no Bitrix24 subiu na terceira semana de março, quando vários países decretaram medidas de saúde para seus colaboradores. Neste período, houve um aumento de 25% a 40% em novas inscrições, com particularidades de um país para outro.  

Para se ter uma ideia, o crescimento semanal de novos inscritos na plataforma chegou a aumentar 219%, na Alemanha. O número revela uma adaptação muito rápida do mercado alemão. Lá, o confinamento foi decretado em 22 de março e, desde então, vem sendo obedecido em grande parte pelos cidadãos. Logo atrás, a Polônia registrou o dobro de novas inscrições em uma semana, o aumento pode estar associado às medidas de contingenciamento, iniciadas em 13 de março

Já na Espanha e na Itália, países que demoraram para definir regras de isolamento social, o aumento foi de “apenas” 48% de novas inscrições. A avaliação é que diferenças na estrutura econômica e nas atitudes em relação ao home office, impactam na rapidez e eficácia na implementação do trabalho remoto. 

A boa notícia é que o cenário aponta para mudanças mesmo após o surto da Covid-19 passar. 

Mudanças nas empresas no pós-pandemia

Apenas uma parte das organizações acredita que voltará a operar como antes da pandemia. Globalmente, 48% de todos os entrevistados não planejam grandes mudanças. O destaque fica para a Alemanha, com 56% dos respondentes que não vislumbram alterações organizacionais significativas, seguida por Brasil (48%), Espanha (40%) e Polônia (37%). 

Por outro lado, há empresas que consideram a implementação do trabalho remoto como uma realidade. Quando perguntados se 100% dos funcionários poderiam trabalhar em casa, 42% de todos os entrevistados disseram que sim. O maior número de adeptos da ideia é registrado na Espanha (66%), enquanto a média, de 41% a 46%, foi identificada em países como Brasil, Alemanha, Polônia e Itália.

O Bitrix24 pondera que os resultados podem apresentar um viés de autosseleção, porque as empresas que usam a plataforma têm muito mais chances de representar o setor de tecnologia e possuem uma vasta experiência de colaboração remota, mesmo antes do COVID-19. 

#StaySafe apoia a saúde de empresas ao redor do mundo

A pesquisa do Bitrix24 evidenciou que o trabalho remoto, deixou de ser exceção para se tornar regra.

A plataforma continua incentivando a saúde e segurança das empresas, colaboradores e toda a sociedade, com o movimento #StaySafe. O limite de usuários foi liberado para contas gratuitas e está disponível para as empresas de diferentes tamanhos e segmentos, incluindo organizações sem fins lucrativos. 

Saiba mais sobre o #StaySafe e faça a sua conta gratuita no Bitrix24.

Fala pra mim: esse texto foi útil?
.